Ouvimos seu nome pela primeira vez com seu papel de Mili no remake de “Chiquititas”, lançado em 2012, desde então, Giovanna Grigio vem conquistando seu espaço no mundo e fazendo nos apaixonar por seus personagens.

Febre Na Mira/Talita Alencar | Casaco PVC Transparente Larulp/T-Shirt My Favorite Thing

A atriz foi a estrela da vez do Na Mira e, após uma sessão de fotos toda trabalhada com luzes diferentes e uma pegada monocromática, ela contou sobre sua carreira, seus trabalhos, sonhos e muito mais.

CURIOSIDADE: Fã assumida de “iCarly”, antes de começar a entrevista, a atriz testou o som fazendo uma piadinha que só os fãs de verdade da série entendem. #PãoTostado

Febre Na Mira/Talita Alencar | Jaqueta Caio Gobbi

Giovanna Grigio dos Santos sempre quis ser atriz e começou os seus trabalhos ainda criança, bem novinha, quando sua mãe a levou em uma agência de modelos, assim ela começou a fazer propaganda de produtos infantis. E ela não pensa em largar a carreira cedo não, até porque é uma garota jovem com muito a conquistar, mas pretende fazer muitas coisas na vida ainda, sem largar o mundo da atuação

“É uma coisa muito doida porque eu não lembro quando surgiu a vontade [de ser atriz], até porque eu já fazia propaganda quando era criança e sempre tive acesso às câmeras, além de sempre fazer teatro. Então eu não lembro de um momento que pensei ‘quero ser atriz’, porque eu sempre quis. Quando eu brincava com as boneca, eu brincava de teatrinho.”

Viramos fãs de carteirinha de Giovanna quando ela interpretou a fadinha sensata e independente do remake de Chiquititas, Mili. Com esse papel, a qual ela mostrou seu talento como atriz e cantora, começamos a acompanhar sua carreira de pertinho.

“A Mili foi muito importante pra mim quando eu tinha os meus 15 anos.”

Febre Na Mira/Talita Alencar

Por falar em garota independente, essa é uma das imagens que a moça passa para os seus fãs e seguidores. Uma mulher independente, feminista e ativista, igual Samantha, sua personagem em “Malhação: Viva a Diferença”. Samantha apresentou o mundo LGBT à novelinha da Globo ao assumir seu relacionamento com Lica (Manoela Aliperti), mostrou todo o seu lado garota do século XXI que não precisa da aprovação dos outros para ser do jeito que é.

“A Samantha vem sendo muito importante pra mim até agora. Ela foi uma surpresa porque nada era planejado no início, ela era aquela menina que ficava zoando da cara dos outros, e acabou crescendo muito durante a trama, e não era algo que eu estava preparada. Durante o processo veio todo esse ativismo da Samantha, a importância dela, o relacionamento com a Lica e pra mim foi muito incrível porque dar a voz pra essas histórias, é uma honra incrível.”

E a novela fez tanto efeito na vida de Giovanna, que a atriz ainda tem por perto as amizades que fez durante as gravações, tanto que no final do ano o squad Ana Hikari, Isa Scherer e Gabriela Medvedovski foi para Salvador e nos deixou aqui com inveja. A atriz disse que esse foi um dos trabalhos que mais fez amigos e que mantém até hoje.

Febre Na Mira/Talita Alencar | Casaco PVC Transparente Larulp/T-Shirt My Favorite Thing

Muitas pessoas aprenderam com Samantha, inclusive a própria atriz, que possui algumas características de sua personagem. Sendo uma personalidade pública, ela tem uma voz muito forte, principalmente em suas redes sociais, em que a garota mostra a pessoa que realmente é e passa mensagens para que consiga inspirar outras jovens. Ela mostra suas espinhas, suas estrias, aparece sem maquiagem, é uma pessoa real.

“Eu sempre penso que por ser uma pessoa que tem um alcance maior, uma voz pra tantas outras pessoas, eu tenho a obrigação de passar coisas boas, mas não no sentido de ser uma responsabilidade e de ser um bom modelo, porque eu sou gente e eu sou só eu, mas e é uma oportunidade de estar falando e transformar o meio dessas meninas menores para um futuro melhor.”

E “Malhação: Viva a Diferença” não foi o seu primeiro trabalho na Globo, uma das maiores emissoras do país. A atriz fez o papel de Gerusa na novela da seis “Êta Mundo Bom”, formando um par romântico com Osório (Arthur Aguiar) nessa trama engraçada e dramática de época. Com certeza

“Foi muito difícil fazer novela de época pelo linguajar e é complicado porque temos que nos colocar naquele lugar com a maior verdade e não passar só os estereótipos de época. Era legal porque eu colocava a roupa da Gerusa, arrumava o cabelo e ia pra cidade cenográfica e passava um bonde, tinha farmácia escrito com ph na parede, era lindo. Eu sou muito fã de trabalhos de época, então quando eu tive a oportunidade eu estava no céu. Foi muito difícil, mas ao mesmo tempo muito gratificante, estava realizando um sonho.”

Febre Na Mira/Talita Alencar | Conjunto My Favorite Thing

Giovanna também fez peças de teatro e uma que nos marcou muito foi “Meninos e Meninas” devido a sua história que fez com que vários jovens se identificassem e levassem uma mensagem para casa.

Mas conversamos com ela sobre a importância do teatro e tentamos entender o porquê dessa arte ter perdido a sua valorização com o passar do tempo, principalmente no Brasil. Ao realizar seus comentários, Giovanna logo falou que é difícil traçar uma linha de raciocínio para essa questão por ser algo muito complexo, mas suas palavras deixaram claro uma coisa: ela ama o teatro e o faz por amor.

“É complexa essa questão do teatro porque teatro e educação é a mesma coisa. A arte é educação, então assim como a educação é falha no nosso país, a arte acaba sendo também. Eu não acho que é apenas uma questão do público não ir ao teatro, as pessoas não sabem o que está em cartaz, a informação não chega pra elas. É muito difícil montar uma peça de teatro, porque necessita dinheiro e não estamos tendo, além disso é muito difícil conseguir patrocínio. Quem faz teatro ama muito o que está fazendo porque não é fácil.”

Febre Na Mira/Talita Alencar | Camiseta e Saia My Favorite Thing

“A gente tem que valorizar o trabalho dos artistas, dos produtores, dos atores. O que vem de bilheteria é muito pouco porque tem que pagar o teatro e toda a equipe, então quando eu posso, eu pago o ingresso porque é o dinheiro que vai para esses profissionais. Quem trabalha no teatro, trabalha por amor porque é impossível trabalhar por dinheiro no teatro. O teatro é educação. Tudo que é arte, é educação, é cultura, é mensagem. Arte imita a vida ou a vida imita a arte?”

É multi-talentosa que fala, né? Ela está no alvo dos artistas do ramo musical e foi chamada por Thalles Cabral para participar do clipe de “Just When We Were High”, que tem toda uma pegada de séries como Skins e Skam. Sendo um vídeo independente, o clipe foi gravado em cinco noites seguidas, na casa de um amigo e com uma amiga gravando, ou seja, na brotheragem mesmo.

“Eu fiquei muito feliz quando o Thalles me chamou, porque eu sempre gostei do trabalho dele e acho que ele é um ator incrível, um cantor maravilhoso, compositor, ele é completo, inclusive escreve, dirige, faz tudo! Quando ele me chamou eu nem li o texto, eu fiquei tipo “SIM, EU QUERO!”. Eu achei mto legal a história, me colocou em um lugar muito diferente do que eu já tinha feito e foi muito divertido. Nós fizemos com amor mesmo, e é tão bom quando a gente faz coisa com amor e os outros gostam, é muito gratificante.”

Febre Na Mira/Talita Alencar | Jaqueta Caio Gobbi/Body My Favorite Thing/Short Renner

O próximo lançamento da atriz está chegando às telonas no dia 28 de fevereiro e promete conquistar o público teen: “Cinderela Pop”. Com um elenco incrível formado pela Maisa, Filipe Bragança, Leo Cidade e a nossa própria princesa contemporânea Giovanna Grigio, no papel de Belinha. Segura esse elenco que até tem um grupo rolezeiro no WhatsApp chamado Cinderela Top rsrs.

Sua personagem é uma youtuber, digital influencer, uma pessoa legal que está sempre querendo fazer com que as coisas deem certo para o seu melhor amigo, Fred (Filipe Bragança), principalmente em relação a vida amorosa.

Febre Na Mira/Talita Alencar | Vestido tule My Favorite Thing

Nós já vimos milhares de filmes sobre Cinderella, sendo a maioria norte-americana, então a atriz ficou muito feliz de fazer uma versão brasileira, moderna e mostrando o que nosso país tem para oferecer.

“Eu acho que temos muita referência de Cinderella vindo de fora. A única que tínhamos no Brasil é a Cinderela Baiana, agora temos uma nova mais moderna. E o livro da Paula é muito bom, eu adoro ela. Eu fiquei muito emocionada quando fui chamada pra fazer o filme. Vai rolar identificação do público por ser um filme teen e do Brasil.”

Mal podemos esperar para assistir o filme e ver a Gi em outros trabalhos em 2019!

Febre Na Mira/Talita Alencar | Casaco PVC Transparente Larulp/T-Shirt My Favorite Thing

Febre Na Mira/Talita Alencar | Conjunto My Favorite Thing

NA MIRA – FEBRE TEEN: Giovanna Grigio
Fotografia:
Talita Alencar (@talitaalencar)
Entrevista:
Leticia Annes (@le_annes)
Matéria:
Leticia Annes (@le_annes)
Edição de vídeo:
Karen Cesar (@karencesar_)
Edição de fotografia:
Cauê Lopes (@kauemoody) & Talita Alencar (@talitaalencar)
Stylist:
Caio Gobbi (@gobbiland)
Maquiagem:
Evelyn Conversani (@evelynconversani)